Como Criar Seu Próprio Servidor De Hospedagem Caseiro

From Staffwiki

Jump to: navigation, search

Você tem um site na Internet e ele tem muitas páginas? Então talvez seja conveniente colocar um mecanismo de busca, ou melhor, um formulário onde os visitantes entram as palavras-chave do que estão procurando e o sistema retorna quais são as páginas que contém as palavras procuradas. Esse tipo de recurso não está limitado a sites de grande porte. Até mesmo sites pessoais hospedados em serviços gratuitos podem ter esse recurso.

A CDN ajuda com muita eficiência a evitar esse problema. Isso torna seu site seja muito mais escalável com o menor esforço possível, evitando quaisquer cenários de indisponibilidade que poderiam custar dinheiro e prejudicar a reputação do seu negócio. Manter um site no ar 24×7 não é tarefa fácil. Clientes insatisfeitos reclamando para seus respectivos executivos de conta e sobrecarregando o suporte com chamados, telefonemas e tickets de helpdesk, tudo ao mesmo tempo, também são comuns.

Nesta fase você precisará decidir onde quer colocar o WordPress. Se o colocar numa sub-pasta o seu blog ficará acessível tais como por intermédio de www.seudominio.com/blog . Colocar na raiz - faça upload do conteúdo da pasta "wordpress" (só o conteúdo) para o servidor. Quer dizer, você deverá fazer o upload das pastas "wp-admin", "wp-content" e "wp-includes", assim como de todos os arquivos existentes dentro da pasta "wordpress" pra pasta raiz do seu servidor.

Desde que conheci esse plugin não consigo iniciar nenhum projeto sem usá-lo. Ele facilita absurdamente o desenvolvimento principalmente quando é necessário usar muitos campos e informações personalizadas em cada post. Conheci o plugin quando estava desenvolvendo um site que precisava arquivar documentos com classificação bibliográfica. E então, para cada post precisei adicionar vários campos e o ACF foi fundamental e acelerou muito o desenvolvimento desse projeto. A segunda forma, e a que eu utilizo em meus projetos, funciona da seguinte forma: você instala, ativa e cria os campos da mesma forma citada acima.

Dica: Você pode conferir os dados (nome da base, usuário e senha) no arquivo wp-config.php antigo. Se não puder fazer isso, o suporte da sua hospedagem fará para ti, basta pedir. Conecte o seu cliente FTP no novo servidor, encontre a pasta que deseja mover as informações do WordPress (ou crie, se for o caso). Faça o upload de todos os arquivos para essa pasta. Aproveitando a chance, veja bem como esse outro website, trata de um questão referente ao que escrevo por esse post, poderá ser benéfico a leitura: instalar plugin no wordpress (http://8fx.com/home.php?mod=Space&uid=274326&do=profile). Assim que terminar, tente acessar a home do seu blog, caso encontre um "Erro interno do servidor", apague o arquivo .htaccess e tente novamente. Com isso, o WordPress deverá gerar um novo .htaccess para seu blog. Se tiver algum outro erro, desative os plugins, um a um. Nesse caso, desative e teste, desative e teste… até perceber qual o plugin estava causando o erro.

O WordPress é um sistema de gerenciamento de conteúdo baseado na Web que permite aos usuários criar um site ou blog e autoriza provedores de hospedagem, como a HostGator, a gerenciar atualizações por intermédio do cPanel

Apesar de estar se popularizando, o VPS não é oferecido por todas as empresas. Veja abaixo algumas das principais empresas de hospedagem que possuem o serviço. Esperamos que os dados neste post tenham sido úteis por você! Se tiver gostado, curta ou compartilhe, assim mais pessoas poderão se beneficiar deste conteúdo. Se tiver alguma dúvida, deixe um comentário aqui na página e faremos o possível para ajudar você! Posteriormente, temos as Ferramentas para Webmasters, onde podemos entrar com as contas para verificação e validação do site. Caso já tenha feito isso anteriormente, pode ignorar. Aqui podemos escolher qual o separador usaremos nos títulos. Mais abaixo, temos as "Configurações meta globais pro site", onde a marcação é opcional e depende da sua necessidade, mas normalmente nenhuma opção é marcada.

Rodar queries para atualizar os detalhes importados Você pode facilmente embelezar o seu site com galeria de fotos, mp3 player, leitor de vídeo ou agradável ts Widget. Os que mais uso em termos de Wordpress Plugins. Ferramenta de grande utilidade quando se trata de segurança do WordPress. O plugin é gratuito e monitora seu site procurando falhas de segurança que hackers. Permite gerenciar e melhorar o seu CSS e JS para carregar mais rápido pros visitantes. Este plugin usa a biblioteca PHP Minify e conta com sistema enqueueing de WordPress, ao invés o buffer de saída. Este plugin é muito customizável e fácil de usar.

Projetado para facilitar a criação de blogs, o WordPress é usado por sites de todos os tamanhos. Uma de suas características é a possibilidade de acrescentar funções extras por meio de "plugins" e de alterar facilmente o visual do site com "temas". Sites hospedados nesse serviço não devem ser afetados. Gratuito - Você não precisa pagar absolutamente nada para utilizar o WordPress em seu site ou blog, não importa se ele é comercial ou não. Open Source (Código Aberto) - Centenas de pessoas colaboram com o desenvolvimento do WordPress pelo fato dele ser Open Source ─ qualquer pessoa pode ter acesso ao seu código fonte. O WordPress possui uma equipe dedicada e altamente profissional que cuida de todos os aspectos relacionados a segurança deste CMS.

Personal tools