Formulário De Contato: Configure Corretamente

From Staffwiki

Jump to: navigation, search

Antigamente, os frameworks de PHP eram pesados e gigantescos. Hoje, temos diversas soluções modulares e microframeworks. Se você se sente mais confortável ao programar em Javascript, pode criar uma API Restful em PHP em poucos minutos e fazer toda a integração com o front-end utilizando Angular, React ou jQuery. PHP. Eu quase prontamente havia me esquecido, para criar este artigo esse artigo com você eu me inspirei por este web site instalar wordpress (http://www.purevolume.com), por lá você podes localizar mais informações relevantes a esse postagem. É uma linguagem segura e confiável para basicamente qualquer projeto. Se você quiser utilizar serviços com API externas, provavelmente encontrará uma biblioteca ou um script pronto para isso. Se quiser usar Redis, MongoDB ou qualquer outro stack moderno, poderá fazer essa integração facilmente.

Deixe desmarcado, pois o Google não utiliza Meta Keywords. Nós queremos que os motores de buscas exibam a nossa descrição inserida manualmente em páginas e posts, e não as que são usadas no diretório DMOZ e Yahoo. Marque as duas opções. Define a quantidade de entradas que devem ser exibidas na primeira página do seu Sitemap. Você está seguro ao utilizar as configurações padrão desta página, então vamos seguir para a próxima etapa. Os related posts servem justamente pra isso, chamar a atenção do leitor para que consuma ainda mais dos conteúdos gerados para você. Para quem não tem muita intimidade com código PHP, HTML e estilo CSS, escolher utilizar um plugin é algo fantástico. Existem vários plugins na base do WordPress que você pode instalar e configurar para exibir related posts para cada listagem do seu site. Nesta postagem estarei indicando o plugin Related Posts.

Marque a opção "Enviar e-mail desta conta padrão" Se ela aparece todas ocasionalmente, basta seguir o link "Troubleshooting Guide" para resolver esse problema. Tab Easy você pode ativar de forma simples e rápida o Cache no seu WordPress. Não obstante, perderemos diversas opções poderosas que podem deixar seu site ainda mais veloz. Se você deseja testar as configurações avançadas, siga para próxima etapa. Ativa ou desativa o cache do WP Super Cache plugin. Tenha em mente que desativar ou ativar não vai gerar outro arquivo de cache, se você desativar e ativar, o cache servido para seus visitantes continuará sendo o mesmo.

Caso o ícone esteja vermelho, reinicie o Windows e ao retornar, inicie novamente o Wamp Server. Com o Wamp Server ativo, podemos seguir com a nossa matéria. Teste de porta de rede: Antes de começarmos a configuração do Wamp Server, devemos certificar que ele está escutando a porta 80 (porta de rede utilizada pelos navegadores). O Fortrabbit foi o salvador para o ano passado e um grande sucesso na comunidade Laravel, mas infelizmente não tem tanto addons e, comparado com outras soluções de hospedagem, ele tornou-se um pouco quanto caro. Eu ainda sinto falta dele. Aí, adivinha o que aconteceu? O HEROKU FOI LÁ E FEZ! Heroku contratou David Zuelke para ajudar a trazer o PHP pra plataforma como uma linguagem oficialmente suportada. Eu já tinha visto bastante o nome dele no GitHub no decorrer do trabalho com o buildpack CHH e alguns outros projetos, e eu sabia que seria um bom sinal.

Em relação ao sitemap, acredito que ambos os plugins serão similares, eu vi um comentário dizendo que o webmaster não estava enxergando o seu sitemap, que tal fazer a moda antiga? Faça um em http://www.xml-sitemaps4u.com/ ou http://www.xml-sitemaps.com/ e o insira manualmente no root do seu site, independente da plataforma. Vale lembrar que é sempre bom olhar o arquivo primeiro para ele não indexar coisas administrativas tais como e mudar a prioridade conforme você desejar. Se você já tem um domínio e um serviço de hospedagem, você está pronto para avançar e instalar o WordPress. Uma das caracteristicas do WordPress é que é muito fácil de instalar. Na maior parte dos casos instalar o WordPress é um processo muito simples. Muitos serviços de hospedagem já oferecem ferramentas (por ex. o Fantastico ou o SimpleScripts) que permitem instalar automaticamente o WordPress. Mas se prefere instalá-lo você mesmo também não é nada complicado.

Nesta dica você vai aprender passo a passo como instalar o WordPress com o Installatron. O WordPress é um dos melhores CMS (Content Manangement System - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) existente e é também o mais utilizado. WordPress pode ser uma tarefa não muito simples, e que pode tirar o sono de certas pessoas principalmente quem está iniciando. Eis que surge o Installatron para juntar forças e nos ajudar nestas tarefas. Esse plugin é mesmo necessário? Esse plugin não vai prejudicar o desempenho do meu blog? Além do mais, é importante priorizar a experiência do usuário, diretriz esta, que o próprio Google recomenda que os webmasters, mantenham sempre em mente. Será que aquele plugin de estatísticas realmente é útil pro seu leitor?

Hoje vou fazer um tutorial onde vou mostrar como instalar o famoso WordPress manualmente em sua hospedagem e assim ter o seu site/blog profissional. Normalmente quando resolvemos começar um site/blog na internet e não temos muitas informações usamos logo o também famoso Blogger (BlogSpot), que é sim uma boa plataforma quando se está começando na internet. Na opção "Site Settings", em "site name", escolha o nome do site, e no campo seguinte introduza uma breve descrição do site. Logo abaixo na opção "Admin Account", você deverá escolher usuário e senha de administração do site. No campo seguinte você poderá introduzir o e-mail do administrador. Continue a descer a rolagem até "Select Theme". Aqui você poderá escolher o tema do seu blog. O Softaculous já tem alguns temas previamente preparados. Você pode navegar por esses temas e escolher uma opção que lhe agrade. Para esse exemplo vamos escolher o tema "Formation".

Personal tools