Como Criar Uma Loja Virtual

From Staffwiki

Revision as of 10:54, 16 December 2017 by PauloMiguelAlmei (Talk | contribs)
Jump to: navigation, search

Depois da criação do banco de dados será necessária a criação de um usuário para acessar esse banco. Crie um usuário para o banco de dados MySQL e conceda todas as permissões de leitura e alteração para o Banco de Dados recém criado. Anote o nome do usuário e senha criados, pois você também vai precisar dessas informações para configurar o arquivo de instalação do WordPress. Felizmente isso ocorrerá apenas no site, ou melhor, se os links do seu site foram compartilhados e curtidos nas mídias sociais, a contagem nestas redes permanecerá a mesma. Isso já ajuda bastante, não é mesmo? Um outro espaço divertido que eu adoro e cita-se sobre o mesmo assunto desse blog é o site configurar a hospedagem Do site (www.Purevolume.Com). Talvez você goste de ler mais a respeito nele. Cada vez mais, ter um site com um certificado SSL está se tornando uma obrigação. Além da questão da segurança, o Google já indicou que o SSL é um dos fatores de ranqueamento de um website, o que torna a mudança ainda mais urgente.

Algo que venho notando recentemente é que alguns blogueiros estão voltando ao passado, usando sistemas de páginas estáticas modernos que são ainda mais simples. Jekyll, Hyde, Pelican e Toto são aplicações de blogagem levíssimas escritas em Ruby e Python. Elas não usam banco de dados, em vez disso dão preferência a arquivos simples verificados em um repositório Git. Existem casos de usuários que equipam seus sites com mais de 100 plugins e os mesmos funcionam satisfatoriamente bem. Da mesma forma, você pode ter um site lento, cheio de problemas e que utilize pouquíssimos plugins. Então, vamos ver aquilo que é importante saber para escolher o uso ou não de plugins e qual o número máximo de plugins WordPress a utilizar.

Tenho certeza de que todos esses serviços apresentam soluções adequadas para qualquer projeto, mas, sejamos sinceros, eu não sou apenas pão-duro, sou incrivelmente preguiçoso. Eu não quero perder tempo compreendendo outro site, preparar minha chave pública, criar um novo projeto e então configurá-lo. Eu quero algo super simples. Originalmente, eu pensei em configurar repositórios Git em um drive USB e fazer o backup dos meus projetos lá, mas essa solução necessita que você sempre tenha o drive contigo para poder usá-lo.

Como por exemplo, hospedagenspro significa "hospedagens profissionais" mas eu encurtei para facilitar a memorização dos leitores. Após escolher com sucesso um nome de domínio que não é tomado e clique em "next", você será levado a uma tela para preencher mais informações. A primeira seção é para preencher o "Account Information". Para que seus usuários tenham acesso a um fórum, o mesmo precisa ser criado previamente. Novo Fórum por meio da Dashboard para criar quantos forem necessários. Com o fórum criado, você pode adicionar tópicos. Como esta de outros usuários também podem fazê-lo. Quanto mais pessoas seu sistema de fóruns envolver, melhor para ti - que terá criado e disponibilizado uma solução de troca de informações úteis na internet. Se você gostou desse artigo considere compartilhar nas redes sociais. Siga-nos nas redes sociais para acompanhar mais artigos como esse. Se de algum jeito este artigo lhe foi útil deixe seu comentário abaixo para podermos saber a sua opinião.

Para piorar, mesmo no básico o WordPress exige muito de quem cuida do blog. As atualizações são simples, mas há dependências entre o sistema ("core"), os temas e os plugins e algumas vezes as coisas não saem como o esperado. Aquiles do sistema, totalmente dinâmico se não tiver um plugin de cache instalado. Aquele monte de ferramentas e opções são intimidadoras e tornam a interface de redação, que deveria ser tranquila e "clutter-free", em um ambiente claustrofóbico. O WordPress é "overkill". Tem bem mais do que a maioria dos blogueiros precisa e esse excesso, além de não agregar, pode atrapalhar.

Abra uma nova aba no seu navegador e nao feche a anterior (com a tela de Bem-vindo do WordPress), mas se fechar não tem problema, basta acessar o endereço local ou ip de loopback. Nesta nova aba, é preciso acessar o PhpMyAdmin que é a interface Web em PHP que gerencia o banco de dados MySQL instalado pelo XAMPP. Outro equívoco comum é que o uso de CDNs está associado a um preço salgado. Verdadeiramente com alguns provedores de CDN isso é verdade. Mas, com um tanto de pesquisa você vai encontrar alternativas nacionais muito mais acessíveis e competitivas. Somando o aumento de performance, a economia com operações e infraestrutura, a melhora de SEO e as opções de segurança(mais a respeito de abaixo), é definitivamente um investimento que retorna em diversas dimensões. Comparativamente, os custos de banda internet na CDN são menores do que nos provedores de hospedagem tradicionais.

Você pode consultar nosso guia sobre Como instalar um plugin no WordPress. Depois da ativação, você deve observar que uma nova guia foi adicionada ao menu do painel administrativo do WordPress chamada SEO, com o logo do Yoast nela. Agora que você tem instalado e ativado o plugin, vamos dar uma olhada em algumas configurações.

Personal tools