Tópico: Erro Ao Tentar Instalar Plugins

From Staffwiki

Jump to: navigation, search

Assista essa vídeo aula e veja passo a passo como instalar o WordPress em localhost em apenas 7 minutos! O WP permite a você escolher templates ou temas para modificar a aparência e o design do seu site. Existem tanto templates gratuitos como pagos, e a diferença está nas funcionalidades que aquele template oferece e no nível de profissionalismo. Caso a porta 80 esteja sendo usada por outro programa que não o Apache, você tem um problema. Existe algum outro software trabalhando nesta porta, ele impedirá o Apache de trabalhar corretamente nela. Talvez seja o IIS, o Skype enfim, são inúmeras as possibilidades. Localize a linha Listen 80 e substitua por Listen 8080, após isso localize ServerName localhost:80 e substitua por ServerName localhost:8080. Salve o arquivo e reinicie todos os serviços, esta opção está localizada no ícone do programa no relógio do Windows.

Em contato com o suporte eles afirmaram que estava tudo ok, mas somente após uma hora é que conseguimos abrir o criador de sites. Pode ter sido uma infeliz coincidência, ou talvez o criador de sites estivesse instável, como este aconteceu com o instalador automático de aplicativos. Ao ter acesso ao editor do site, ficamos surpresos ao ver apenas 8 temas disponíveis. A ferramenta parece ter mudado bastante e possivelmente está modernizando os seus temas, pois esses são responsivos.

Se você não sabe como utilizar um cliente de FTP assista a video-aula a respeito do uso do Filezilla no site da Zooming. Feche o cliente de FTP e acesse a área administrativa de seu blog. Vá no menu plugins, procure pelo plugin que acabou de fazer o upload e clique em Activate. Pronto seu plugin está ativo. Alguns plugins precisam de configurações adicionais, então o ideal é, antes de ativar qualquer plugin em seu blog, procurar ler a seu respeito para aprender o modo certo de instalação. Qualquer um desses passos é chamado de "declaração de teste simples" pois cada operação é uma chamada simples de "passo/REST/HTTP" para um serviço. Conforme ilustrado no diagrama - esse caso de teste tem interface com 4 serviços diferentes (indicados pelas cores diferentes) o que significa que existem 4 pontos possíveis para haver falha caso haja uma mudança na API.

Use múltiplos servidores Com o plugin instalado basicamente você determina a palavra-chave a ser trabalhada, escreve o conteúdo, e o plugin vai identificar os pontos que você já conseguiu otimizar e a carência, aumentando assim suas chances de ser encontrado. Veja aqui um artigo que fiz mostrando como instalar o plugin Yoast SEO. Xiiii, se não tiver algum conhecimento básico de programação, isso é como falar grego por você não é?

Selecionar está opção irá remover essas palavras, então deixe marcado. Remover as variáveis ? Crawlers do Google e outros motores de busca. Se você tem .html(ou similar) no final dos seus posts, então selecionar essa opção irá adicionar uma barra "/" no final das suas URLs. Nós não precisamos utilizar essa opção porque nossa estrutura de links permanentes é diferente, mas se no seu caso é necessário, marque esta opção. Se alguém usar uma letra incorreta em um link de seu site, esta opção irá tentar redirecionar para a URL correta.

Diretório, Pasta (Directory, Folder): Um repositório de arquivos, análogo a uma pasta de arquivos no seu computador. Em termos de gerenciamento de website, um diretório conterá seus arquivos web. Domínio (Domain): O nome que você dá ao seu website, que aparecerá na URL e no endereço de email do seu website. DSA (Digital Signature Algorithm): Um método de gerar chaves pública e privada para criptografar dados.

Related Posts ou Posts Relacionados, são aquelas postagens que costumam aparecer no final de cada artigo. Eles são responsáveis por melhorar a navegação dos visitantes dentro do seu site e de mantê-los ali por mais tempo. Apesar de tudo, quanto maior o tempo, maior será o seu potencial de lucro/conversão. O WordPress não traz essa funcionalidade de modo nativa, mas você pode adicioná-la com grande facilidade e de maneira muito prática ao seu blog. Clicando no menu azul (três barrinhas), será possível administrar as contas ou criar novas. No exemplo desta FAQ, como estamos criando, clique em "Criar e-mail". Obs.: os e-mails ficarão funcionais quando for realizada a alteração dos DNS. Com site no ar e acessível pelo endereço temporário e e-mails devidamente criados, é chegada a hora da virada do DNS. Se você gostou desse artigo e adoraria ganhar mais sugestões sobre o conteúdo relacionado, acesse neste hiperlink As Páginas Da Web Relacionadas mais fatos, é uma página de onde inspirei boa porção destas sugestões. Esse é um ciclo crítico, onde direcionamos o domínio para o provedor onde ele está hospedado. Após alterar os detalhes de DNS, o site deixa de responder pelo seu provedor atual e passa a responder pelo UOL. Mas esta é uma decisão do usuário.

Porém, é recomendar saber que esta opção existe, caso você precise editar o arquivo ".htaccess" no futuro. Agora iremos fazer o upload do WordPress que baixamos no primeiro passo deste tutorial. Clique no botão "Upload" que encontramos na barra de ferramentas superior do "File Manager". Nota: As vezes utilizando o Google Chrome temos problemas nesta parte, por algum motivo não é possível realizar o upload. Caso você tenha este problema recomendo você usar outro navegador. Não se prenda somente ao valor da hospedagem, ou você irá correr o risco de contratar um hospedagem de má qualidade, ou pior ainda, uma hospedagem que não atende as suas necessidades. Existem a título de exemplo hospedagens de menor custo que não permitem o uso de PHP, banco de dados, criação de contas de email, e ainda possuem limite taxa de transferência de dados. Uma hospedagem como essa não compensa nem sem custo.

Personal tools